quarta-feira, 27 de abril de 2016

Músicas que jamais existiram - Criança do Futuro

Ele nasceu com cinco anos de idade,
Desde que se lembra nunca teve amizade,
Ele foi criado, em fina classe média,
E sempre foi mimado, sua vida uma comédia.

Esta é a criança do futuro,
Você lhe dá algo, e eles querem tudo,
Esta é a criança do futuro,
Ele tem de tudo e ainda diz que não é muito...

Com dez anos conheceu uns amigos e amigas
Que logo lhe disseram: “Ei cara, se liga!”
Brigou com a mãe e com meio mundo,
Por causa de um brinquedo que ele não comprou
Cheirou cola bem profundo...
E das suas companhias se livrou...

Esta é a criança do futuro,
Você lhe dá algo, e eles querem tudo,
Esta é a criança do futuro,
Ele tem de tudo e ainda diz que não é muito...

E com quinze ano ele amadureceu,
E o juízo, menos do que o resto cresceu,
Aos dezessete anos ele já era pai e disse:
Emprego do céu, meu filho... não cai...
Amigos, amigos, negócios a parte,
Se faz inimigos acaba a amizade
Um emprego arranjou sem a ajuda de vocês
E ele se casou e mais dois filhos fez... (2x)

Um amigo lhe avisou
Que ela não era flor,
Um amigo lhe avisou... (2x)

Mas ele não escutou,
Pensou que era calúnia,
De tanto que seu amigo aprontou
Pensou que era mais uma... (2x)

E pra casa cedo tornou
Adivinhe o que ele encontrou...
Foi coisa da sua cabeça,

Não deixe que isso te enlouqueça,
E ele se arrumou, e nunca mais voltou,
Depois se perguntou; o que era o amor!?

Esta é a criança do futuro,
Você lhe dá algo, e eles querem tudo,
Esta é a criança do futuro,
Ele tem de tudo e ainda diz que não é muito...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá! Fique à vontade para exibir sua opinião e deixe o link de seu blog/site também. Abraços Randômicos!