domingo, 11 de setembro de 2016

[Ciência] Método Científico

Método Científico.

O que é? 

Olá caros leitores, nesta série de artigos irei escrever um pouco sobre o aparentemente complicado método científico. O que ele é, o que produz e afinal; o que você tem com esse tal método científico? Primeiramente vamos ver o que aprendi vendo vários canais no YouTube e consumindo podcasts de divulgação científica, além do motivo de querer falar sobre isso; hoje vemos muita besteira na internet, assisti várias horas de documentários, artigos e canais sem nada a dizer. O meu intuito aqui é que você desenvolva o filtro necessário pra não perder tanto tempo quanto eu. Obviamente eu simplificarei o máximo possível sem perda significativa de conteúdo.

Você, caro leitor, precisa saber que o método científico é a melhor maneira de averiguação de hipóteses e teorias que o ser humano já inventou. Vamos aos seus princípios básicos:

1) A teoria ou hipótese deve ser testável e replicável por outras pessoas, ou seja, qualquer pessoa com o mínimo de instrução sobre o assunto abordado (além de recursos necessários), deve ser capaz de testar e reproduzir o experimento, para que ele seja aceitado. Comumente conhecemos isto como "revisão por pares".

2) Evidências anedóticas e teorias não falseáveis não são cobertos pelo método científico, ou seja, se você diz que foi abduzido, mas não tem nenhuma evidência além de sua memória, logo sua experiência pode ser válida como experiência, mas não pode ser usada como prova que algo existe e que sua teoria ou hipótese é verdadeira. Lembra do primeiro item? Pois é, sua evidência anedótica não forma uma hipótese testável muito menos ser falseável, ou seja, ser provada como falsa.

3) Para elaborar uma hipótese ou teoria temos que ter em mente dois questionamentos; o primeiro é que ele esteja apoiado sobre evidências claras, o segundo é que a hipótese mais simples (e mais bem pautada de evidências) deve ser a favorita ou melhor; a hipótese mais simples provavelmente deve ser a verdadeira ou mais próxima da verdade.

Sendo assim podemos usar o seguinte exemplo; sabe aquelas organelas contidas nos diferentes tipos de células e tudo mais que sabemos sobre organismos microscópicos? Pois bem, ser você estudar sobre e saber identificar estas nuances, não precisa acreditar puramente nos pesquisadores, basta ter um microscópio e constatar que tudo o que disseram que estariam lá; está! Ser tiver algo diferente, das duas uma; ou você descobriu algo novo, ou simplesmente você descobriu algo conhecido que você desconhecia.

Se você ainda não compreendeu como funciona o método científico, não se preocupe, pois este assunto deve ser aprofundado com mais calma e também refletido. Eu mesmo demorei muito pra entender o método científico e tudo mais que virá nesta série de artigos. A intenção deste texto é despertar a curiosidade sobre a ciência, que é algo muito curioso; quanto mais você conhece, mais quer conhecer. Cheguei até o mundo da ciência através do desejo de escrever sobre ficção científica e você; qual vai ser a sua porta de entrada pra este maravilhoso mundo?

O que ele produz?

Olá caros leitores, hoje irei falar um pouco sobre o que o método científico produz; a filosofia da ciência! Qual o motivo por chamar a ciência de uma filosofia? A explicação é que a ciência (pautada no método científico) é uma forma de enxergar a natureza e seus fenômenos, ou seja; uma filosofia. Dentre as tantas outras filosofias existentes a da ciência (conhecimento) é a que nos dá maior sustentação para a explicação para os fenômenos naturais.

Nisto, meus caros leitores, já expliquei o que é ciência de uma forma simplificada o suficiente para entrarmos na fase seguinte deste texto. O que é afinal produzir ciência?
Podemos traduzir como "produzir conhecimento" sobre os fenômenos naturais. Estes eventos ocorrem independente do seu estudo, o que quero dizer; por mais que tentamos colocar ordem e submeter classificações para a natureza e seus eventos, ela será um sistema caótico e desordenado. A filosofia da ciência tenta dar ordem e classificar os elementos, fenômenos e o modo de ocorrência dos mesmos.

Como exemplo do caos ocorrente na natureza podemos pegar a taxonomia (estudo das morfologias de vida, explicando de uma forma bem simplificada); até hoje não se consegue definir de uma maneira prática a divisão dos reinos, filos e espécies (neste último os cientistas estão usando técnicas de sequenciamento de genoma para definir estes grupos). Outra dificuldade neste ramo (taxonomia) é a grande variedade de microrganismos e vírus a serem estudados, além de existir grandes variações entre o reino das bactérias por exemplo. Estas variações são tamanhas que podemos equiparar esta diferença como a que temos entre fungos e algas. Este último grupo por sua vez é outro paradigma para este setor da ciência, pois não consegue-se encaixar em nenhum reino com perfeição. Por enquanto pra separar os reinos e filos, a taxonomia utiliza o método de conjunto de características, sendo separados muitas vezes por diferenças mínimas, principalmente os filos e famílias. Estas duas são umas das que mais sofrem com a classificação taxonômica.

Sei que posso ter dado exemplos um pouco complexos, mas o motivo é que espero que vocês visitem minhas fontes e materiais extras destas fontes, dentre eles estão podcasts, canais e blogs de divulgação científica. Não é meu foco aqui se aprofundar muito, pois este blog é um lugar de experimentos literários e isto exige conhecimento de diversas áreas; pretendo falar aqui de tudo e um pouco.

Quais são os seus frutos? 

Devemos ter em mente que o inicio do método científico, como praticamente tudo o que conhecemos da filosofia da ciência, aconteceu na Grécia antiga com os grandes filósofos. Principalmente avanços na matemática com a medição da circunferência do planeta, incluindo também a engenharia militar e arquitetura. Aí já podemos ver que estes conhecimentos vem até os dias de hoje, mas como?

Ficaria muito longo para um simples post em blog, pretendo falar em séries de postagens específicos, mas vou explanar um pouco isto aqui através de exemplos.

No antigo Egito podemos ver a ciência agindo no gerenciamento da agricultura, utilizando o fluxo do rio Nilo que antes era imprevisível. Com o tempo os povoados que moravam às suas margens observavam padrões de cheias e secas ao longo do tempo, construíram canais por meio do conhecimento em engenharia e na observação prévia. Notaram o método científico aí? Além do método científico houve um conhecimento prévio construído através dos séculos.

Outro exemplo interessante são as tubulações de esgoto e água da própria Grécia, tendo versões modernas no Império Romano e mais; inspiraram até as tubulações atuais.

Isso sem falar dos grandes inventores modernos, que sem os quais não poderíamos ter a tecnologia que temos hoje em dia. Nicola Tesla é um dos meus favoritos; ele fez avanços imensuráveis no campo do electromagnetismo, lançando as bases para toda a tecnologia atual.

Muito bem, viram como a ciência construída tijolo por tijolo, teoria por teoria e experimento por experimento nos deu base pra absolutamente tudo; desde o nosso sistema de saneamento e distribuição de água e energia, até as construções de templos, adequação da agricultura, previsão climática e circuitos eletrônicos usados em tablets, celulares e computadores. Tudo o que foi construído até os dias atuais, foi forjado pelo método científico e a tecnologia desenvolvida através dele.

Neste post podemos justificar a frase do grande cientista e divulgador científico Neil Degrasse Tyson "posso enxergar mais longe porquê me apoio em ombros de gigantes" se referindo aos cientistas, pensadores e filósofos que ajudaram a construir todo o conhecimento usado nos dias de hoje.

Diga o que vocês pensam sobre o método científico e se este artigo ajudou a entendê-lo. Vocês já sabiam o que é o método científico? Deixem nos comentários.

Abraços à todos!

Inspirado por:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá! Fique à vontade para exibir sua opinião e deixe o link de seu blog/site também. Abraços Randômicos!